Notas Avulsas {Final}

Queimo algumas folhas que estão sob a mesa. Em seguida, jogo o isqueiro na lata de lixo. Já possuo tantos livros, onde o mais hilário é saber que não serão lidos novamente. Este meu egoísmo literário morrerá comigo. Ah! Quantos pecados podem existir dentro deste peito? Merda. Não sou capaz de responder esta simples questão. Abro uma cerveja Bud. Ontem, já havia uma taça de Gin.  Quantas ostentações baratas, talvez desnecessárias. Somos pobres e meros mortais. Alugamos drogas e todos os tipos de prazeres. Katherine… Sua desgraçada e seus mais de trinta e nove personagens em um único livro. Briguei com Deus, mas ele não sabe. Enganei a minha própria pessoa. Ergui o dedo do meio para todos aqueles miseráveis hipócritas. Afinal, estes são os mais perigosos, já que em muitos casos eles costumam fingir serem amigos.

Droga! Isto aqui está parecendo uma retrospectiva de todas as “Notas Avulsas” que já deixei por aqui. Foram doze ao todo e, talvez não seja bem o final. Contudo, tirem suas próprias conclusões e caso queiram me xingar, envie um e-mail.

Agora vou… E, não somente partir. Irei alimentar egos. Ignorar insanidades. Descrever histórias e escondê-las como poeiras embaixo do tapete.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s