Notas Avulsas {Parte 12}

O felino correu. Pulou assustado o muro. Sumiu. Mulheres atraentes cruzam ao meu olhar constantemente. Deus ingrato, pensei. Nem tudo é maldade, nem muito menos vaidade. Aqui dentro ou lá fora, há também suas ressalvas. Nunca tive uma bela vizinha. Nem recordo friamente qual foi a mais feia.  Perca de tempo, falei a mim. Queria tomar uma  dose de vodca com Bukowski. Tragar alguns charutos com Puzo. Ah! Que lindo seria ficar ouvindo as diversas aventuras destes meus camaradas. O felino retorna desconfiado. Na vitrola, Vivaldi harmoniza o ambiente. Mentalizo bailarinas nuas. Cenas eróticas entre as notas musicais. Aumento o volume. Percorro até o jardim e repouso sob a grama num formato de estrela. O céu azul. Nuvens gordas. Algodão doce. Sorriso estampado enquanto a leveza conforta o coração. Olhos se fecham neste contraste de cores.

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s