Uma breve vida no mar

 

Molho minha da imaginação.

Fortifico as raízes da minha nova criação.

Lá fora, se ganha quase tudo.

E se muito, somente o pão.

 

É muito tarde para olhar pra trás.

Também é muito cedo para chorar.

Desespero vem e vai.

O mar é a vida e não o navio.

 

Contudo… Sem tudo.

O que temos? O que nos resta?

A mim palavras, palavras, palavras…

Antes de regressar a terra e comer o pão.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s