Quinhentas e poucas palavras

Na avenida um carro ao meu encontro, estou olhando compenetrado parado num ponto de ônibus. As luzes da avenida se apagam e inclino minha cabeça para trás e depois vagarosamente junto ao meu olhar para ambos os lados. Primeiro, direita e em seguida esquerda, observo pessoas concentradas em seus celulares, dispersos por qualquer coisa enquanto … Continue lendo Quinhentas e poucas palavras

Incurável

“A vida é um sopro” – Nisto, pensei ao ver o montante de pessoas naquele leito hospitalar. Por outro lado, pensei no poeta ao declamar o teu amor as tuas inspirações, o pintor ao concluir a tua mais perfeita arte sacra ou no escritor ao descrever aquilo que os teus olhos são capazes de enxergar. … Continue lendo Incurável

Correndo atrás do próprio rabo

Já passei por breves notas. E, o tempo escasso sufocado pela leitura devaneia. Rápida. Gritaremos por atenção e pediremos esmolas – “tio (a) me dá uma moeda” – Ah! Quantas coincidências. Quantas mesmo? Lá se vão meus incansáveis pensamentos. Fragmentos. Migalhas. Apenas inconsistentes palavras. O meu coração implora. Anseia. Por quase tudo ou nada. Não … Continue lendo Correndo atrás do próprio rabo