Notas Avulsas – {parte 5}

Deixe-me sonhar ou até mesmo voar. Já fui aquele garoto pobre, indefeso, fraco e infeliz. Fui ilusionista. Mágico deste universo realista. Cores a este mundo belo. Controverso. Versos. Fragmentos são meus traços. Rápido. O ponteiro do relógio gira ao contrário. Não há máquina para o futuro. Hollywood é a minha beleza americana. As calçadas do Brasil não espelham a fama. Olha lá a lama. Respiro. O colapso deste mundo joga-me aos seus perigos. Insanos escritores. Devoradores de capítulos. Queime depois de ler meus livros. Lá vem meu novo hino. Silêncio… Silêncio. A caneta marcante dança sobre o papel sem linhas. O caminho áspero. Impróprio. Retórico.

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s