Guerras Psicológicas

guerraspsicológicas

A exaustão de nossos corpos neste cotidiano tornou-se um labirinto habitável do qual tentamos fugir. O tempo conspira enquanto somos ágeis em alimentar nossos medos. Desnecessário? Não consigo diferenciar o que realmente seria isto, portanto, tudo em ti necessito. Mas, calma. Compreenda. Não quero o teu lado bom. Não quero seu afeto. Quero apenas, aquilo que te destrói. Quero a sua ânsia e o seu dia cinza. Portanto, venha e por favor não pense. Siga-me neste paraíso artificial já que lá fora o clima está frio, nublado. Não, você não está sentada. Não sou o copo em suas mãos. Não sinto este calor e nem muito menos o dia abençoado pelos raios do sol. Por fim, respire, respire devagar. Coloque suas mãos sob teu peito e verás que ainda existe motivos para cultivar o amor e a paz em dias de guerras psicológicas.

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s