Inexistente…

Preparados? Olhamos o distante, o instante deste nosso enigmático universo. Agradecemos? Com lágrimas em nossos olhos a incerteza. O contrapeso em ter o meu corpo junto ao teu repleto de traços, o borro desta nossa existência entre o despreparo em ver tudo e enxergar apenas o nada que possa ser devidamente agradecido.