Pétalas

petalas

Sob o nosso solo sagrado restaram pétalas.

E antes delas havia amor.

Calor e poesia.

 

Havia tempos de primavera até no inverno.

E antes das estações havia afeto.

Olhares e palavras doces.

 

Sob o nosso templo sagrado restaram pétalas.

E antes havia somente sexo.

Papéis estraçalhados.

 

Havia e restava necessidade, talvez culpa.

Antes, bem antes de nos acharmos perfeitos.

Deuses, anjos.

 

Sob nossos corpos restaram pétalas.

Antes de mencionarmos palavras de perdão.

E restaram…

 

Versos molhados.

Nossos demônios e nada mais…

Somente pétalas.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s