O Fardo

ofardo

 

A unificação de minhas mãos.
Uma oração fecha o meu corpo ao caminhar entre a multidão.
Fardo.

As flores cercaram-me de beleza.
Os espinhos trouxeram-me a realidade sem sutileza.
Resta-me.

Do passado, apenas ficou os ensinamentos.
Tolo é aquele que não quer ver.
Aprender.

Que o tempo é um rei cruel.
Que nele sempre sentiremos o gosto amargo do véu.
A vida passa em questão de segundos.

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s