Livre arbítrio

livrearbitrio

A borboleta em sua liberdade

A liberdade em seu desespero

O desespero vivendo sem consolo

O consolo deitado à solidão.

A solidão amiga do silêncio

O silêncio e as suas inspirações

A inspiração de inspirar-me

Os sentimentos ao ouvir o pedido de perdão.

A beleza e a natureza

O perigo de aventurar-me é viver aprisionado ao medo

O medo que não existe em meus olhos

Nem em minha alma é o reflexo de minha vetustade.

Portanto, jogo-me ao jardim do livre arbítrio.

Antes que a liberdade se torne desespero

O desespero venha-me roubar meu consolo

E a solidão fazer deitar-me em seus braços.

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s