Os sentidos

Uma lágrima que cai

Uma pétala de rosa seca

O passado que nos condena.

 

Uma palavra que maltrata

A outra fere e provavelmente te matará

O presente é tão incerto.

 

Um amor, por favor.

Verdadeiro e único

O futuro que se esconde no próximo segundo.

 

A boca que fala por demais

Que não percebe o ranger dos dentes

A saliva que já está seca pela dor que te rejeita.

 

Os dois lados da sua face

Os ouvidos que nada ouve

É como uma tapa na cara de quem tem fome.

 

O olho que tudo vê

Ficou cego por não ver além do seu nariz

Os mundos, os sentidos, que chegou a existir.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s