Sete pedras

Tomei cuidado para não cair

Nem deixar que chegassem a rir de mim

Guardei a sete chaves o caminho da felicidade.

 

Em um guardanapo escrevi algumas frases

Dobrei, escondi entre meus bolsos

Depois retornei a ler e por tão pouco quase chorei.

 

Então, novamente o guardei.

Ocultei entre maledicências e evidências

O odor da sensibilidade.

 

Retornei a caminhar

A cansar-me e vagar numa viagem psicodélica

De encontro ao meu psicodrama.

 

As lembranças…

Que deixaram marcas além da infância

O náufrago.

 

O sentimento vazio

Como as sete pedras que joguei no lago

A minha indiferença ao olhar para trás.

 

O peso em pensar

Nas sete pedras que não retornaram

Sete frases que não tiveram perdão junto a um guardanapo e um pedaço de pão.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s