Babilônia SP

Quinhentos anos se passaram, deixaram marcas em nossos corpos e em terras que conquistaram. Com lutas, bravuras e covardias. Mentiras que mancharam o sangue de tantas monarquias, impérios de blasfêmias guiados por reis, rainhas, príncipes e princesas que desta vez enterraram toda a beleza dos tempos atuais.

Governantes com as suas bandeiras, partidos, líderes egocêntricos que são os herdeiros deste monopólio chamado Brasil.

Centralizadores de opinião reformulada, o diabo registrado na marca d’água. O povo manipulado de forma clara, barata, escrachada, jogada num culturalismo marcado por opressões, desordem e regresso.

Roubam ideologias, almas. Querem transformar através do controle remoto universal e utópico, ditar regras e conceitos. Contudo, já descontrolado o marca-passo da sociedade.

As torres daquele tempo foram destruídas como exemplo para o fim de uma existência vergonhosa. Hoje se ergueu as torres virtuais da negligência, incoerência. Supremacia de nossa evolução, mas sem a substituição de nossa essência.

Pois continuamos com a estória atualizada de nossas vidas, crenças que por suas falhas geraram maiores descrenças, mataram-se em vão e mataram também pelo nome de Cristo. Em nossas mãos continua o mesmo sangue de nossos antepassados. Neste contexto globalizado, disputam a sua fé. Jogam-te contra suas próprias palavras, anunciam o fim dos tempos, refletem o sentimento de culpa em seu consciente.

Criam suicidas, exploram o natural as orgias. Retratam a infância esquartejada e te jogam a conviver em meio a tantas mascaras.

Convulsões psicológicas, persuasão que nos sufoca. Seja bem vindo ao paraíso das drogas, conselheiro das frustrações, aliada do apego. Abra tua boca e engula esse comprimido com oitocentos miligramas de desapego. Abraça-te. Solte a propaganda da revolução dos vícios.

Comemore.

Um brinde a vida, ao amor de fantoche que contamina-nos pelas seringas, a AIDS deitada à poligamia no ritmo do swing que te influência. Um gole de vodka para a antipatia, a união multicolorido que aos seus olhos trás alegria.

Fantasias. Mundo de cão.

Espero que meus olhos não contemplem mais está sua perdição.

Contenção, reivindicações. Justiça e liberdade.

Buscamos a pureza e a sensibilidade, caridade voluntária aos laços da verdade.

Entretanto, entre todas as nações o desejo será o mesmo.

Nos salva neste momento, pois ainda creio que exista tempo. Esperança.

Consolo. Perdão.

Já que se procura no olhar a confiança. A voz, o abraço sincero.

Rogo-te, imploro por socorro.

Aos céus, ao Pai.

Sem cruz, lembro-me da ressurreição de Jesus.

Uma oração para o fim, para a reintegração da ordem.

Pai nosso que estás nos céus, pelo seu amor e misericórdia.

Livra-nos e permita a queda da Babilônia SP.

Um comentário sobre “Babilônia SP

  1. Show de bola irmão……. Obrigado mesmo por palavras verdadeiras de uma mente brilhante, criativa e carregada de esperança por dias melhores, por uma vida melhor, por pessoas melhores. A você um brinde guerreiro das 1984 palavras de um olhar sincero e justo de nossa cidade.

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s