Apreciar

Guardarei o silêncio.

Dentro de uma caixa confortável e macia.

Sem vacilar com o vigia. Forasteiro.

Devaneio.

A onde está o navio negreiro?

E acredite que já me responderam…

No passado. E esquece essa história menino.

Presente? Futuro?

E continuamos sem rumo, mas viajamos para o fim do mundo.

Marte.

O planeta? Cometa? Escopeta?

Relaxa. Cadê o sistema solar da liberdade?

Existe isso? Não sei. Mas pensei.

No silêncio que visita a madrugada.

Na vaidade, no desperdício do tempo.

Dinheiro que gosta de confundir o amor, a amizade e aumenta o rancor.

Num novo dia para gastar.

O despertar.

Ver e escutar. O vento, uma música suave, uma voz.

Com palavras cordiais. Sinceras.

Meras.

Fórmulas de se imaginar a mudança.

Mas preciso guardar. Aguardar.

Aprender.

Entender.

Que nem tudo se pode.

Apreciar.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s