Aos Escritores

A nós escritores…

Nossas palavras falam por milhões e somos lidos por menos de cem.

Sem meias palavras, não brincamos com a verdade.

E por sinceridade.

Batemos na cara dos covardes, acordamos a sociedade.

Marginalidade.

Já disseram que eu não sabia ler…

Das periferias por onde andei e me criei a Literatura Marginal respirei.

Acreditei. Inspirei.

Nos meus versos, no primeiro livro que chegou a minhas mãos.

E percebi que não o escolhi e sim, fui o escolhido – “Os Tolos Morrem Antes” – Mario Puzo – entrou na minha mente e se tornou “O Salvador”.

A vida, a realidade minha fonte semeadora.

Terra fértil para os meus pensamentos, a criatividade é talento.

Dom. Fé naquilo em que acredito…

Derramo uma gota de sangue, e eis-me aqui com a força dos revolucionários que me guiaram. Saudosamente, declaro.

Revolução através das Palavras.

Biografias que não se calam, massacram a corrupção de um jeito mágico.

Escritores que se propagam, homenagem aos sábios.

Aos eternos poetas…

Um grande salve.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s