Escritor Solitário

Tornei-me um escritor solitário.

Mas acompanhado e diversificado pelos pensamentos.

Cercado de universos e mundos paralelos.

Ratificado pelas emoções e abandonado pelas ilusões.

Recordo-me. Não por querer e sim por ainda viver.

Como aquele menino perdido no enigma das frases, que encontrou o caminho nos parágrafos e a verdade no final dos livros.

Um tapa na cara mudou seu destino.

Por estar certo e ser julgado errado.

Pelo que se achar óbvio. Vou preferir o silêncio como protesto.

Detesto-me pela pouca paciência que ainda tenho.

Amo-me pela minha inocência de achar que tenho super – poderes.

Pelo que de fato tenho. Sou escritor.

Posso matar com as minhas palavras e enfeitiçar, rogar praga.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s