Sem Adeus

Da janela apenas te vi voar…

Percebi em você a liberdade, silêncio e o encanto,

Vejo em você o que eu queria me tornar nos momentos de fúria,

Mas apenas vi o recomeço.

 

Por conhecer todo o mundo, não foi capaz de conhecer todo mundo…

Percebi em você a beleza oculta, a sensibilidade,

Que apenas em minhas mãos tornou a sua vida tão curta,

Sem cura, todos nós morreremos,

Mas apenas vi o recomeço.

 

Obcecada pela sua concomitância, o seu mito…

Percebi em você a cegueira, o medo, a semelhança,

Já que somos todos nós vulneráveis a danos, não tenho planos,

Mas apenas vi o recomeço.

 

Esqueceram eternamente dos seus efeitos, mas lembraram de todos os defeitos,

Interrogaram à sua existência, o amor mostrou a sua essência,

Perdão, fé, outra vida, imploro para que você me mostre uma saída,

Mas apenas vi o recomeço.

 

O recomeço, um novo dia, as doces lembranças, a energia.

O calor do seu corpo, apenas corpo, um beijo…

Uma fotografia, um abraço,

Sem adeus.

 

Um comentário sobre “Sem Adeus

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s