P.A.R.I.S

Paris – Poucos Anônimos Resistem Isolados Sentimentos 

Paris… 

Linda e como és muito linda Paris, com o seu olhar intenso e cativante que seduz pelo seu ar e o seu sabor, se fosse à única mulher me renderia e me entregaria em seus braços sem nenhum embaraço. O seu corpo com temperaturas estáveis me deixar complexado, lindas roupas e esculturas que deixa passar despercebido o seu olhar de tristeza. Claro, também não é para menos, pois quando me aproximo de seu corpo me sinto gigante e importante, me sinto simplesmente o turista. Pois você não me olha, não me percebe, mesmo eu estando carregado de chagas em meu interior.

O meu nome tenho certeza que você não irá se recordar, justamente por ter sob aos seus pés um número incalculável de homens que se rendem ao seu charme e nobreza. Mas neste clima romântico e de ingratidão vou estender-lhe a minha mão, e tocar em suas estruturas que foi batizada como “Tour Eiffel” e sim prometo que não será só isso, pois andaremos juntos e abraçados pela “ Champs Elysées” e unificaremos os nossos nomes no “Arco do Triunfo” e teremos a benção na catedral de “Notre Dame”.

Nosso amor será intenso como as lindas árvores que cerca a “Place des Vosges”, mas não me chame mais de Estrangeiro, sendo que te vivo e sonho contigo. Além disto, quero ter lindos momentos e provar que mesmo você não me vendo e nem sentindo este mesmo amor por mim terei você ao meu lado ao passearmos pelas “Pont Alexandre III”, “Pont Neuf” e “Saint Michel”.

Confesso desde já meu amor que não me entregarei e nem me deixarei abater pela sua ignorância em não perceber como te desejo. Já que tenho o seu perfume como todas as flores do “Jardin du Luxembourg” e  “Jardin de Monet”. O seu brilho me encanta sobre o “Place de La Concorde”, mas o meu nome você ainda não sabe e nem faz nenhuma questão de saber, pois além de mim terão vários que se renderam a sua imagem impecável. Os meus sonhos e argumentos parecem tão poucos e desnecessários que causa uma dor implacável no peito, sendo assim eu não desejo mais está vida, mesmo ainda te amando.

Recordo-me, que te aguardei por toda a minha vida e já te vi menina e hoje se tornar uma glamorosa mulher e agora que posso tê-la em meus braços pelo menos por uma noite você não me quer, sendo assim pretendo futuramente odiar o seu nome e me tornar um velho asqueroso e condenado à morte por ser por você ­Paris – Poucos Anônimos Resistem Isolados Sentimentos.

Paris…

Linda e cheia te charme que esconde todas as dores e os sofrimentos por ter a você o Amor.

 

Vamos lá, deixe um comentário ; )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s