Estranho…

O meu ódio não é simplesmente a fúria acumulada por algum sentimento e nem mesmo por um prévio acontecimento. O meu amor é gerado pelo meu ódio, quando solitário se torna o incrível dom de perdoar e nesse trajeto talvez possa me encontrar... [continua o enigma]